sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

ITEP recolhe mais um crânio no presídio de Alcaçuz

Varredura no presídio de Alcaçuz, onde é construído um muro de contêineres neste sábado (21) para separar facções criminosas (Foto: Sejuc/Divulgação) 
Peritos foram acionados e recolheram crânio em Alcaçuz (Foto: Sejuc/Divulgação)
O Instituto Técnico-Científico de Perícia foi acionado, na tarde desta sexta-feira (10), para recolher mais uma parte de corpo encontrada na penitenciária de Alcaçuz. De acordo com o vice-diretor do presídio, Juciélio Barbosa, um crânio foi encontrado por trás do Pavilhão 3.
O crânio já foi recolhido e levado para a sede do Itep, em Natal. Agora, são 12 cabeças que foram retiradas da penitenciária desde o início das rebeliões, em 14 de janeiro. Todas aguardam identificação.
Questionado se o crânio retirado nesta sexta-feira seria de algum preso vítima da guerra de facções nas últimas semanas, Barbosa acredita que "faz parte do mesmo episódio da matança".
Até esta sexta-feira, o Itep tinha 11 cabeças a serem identificadas e mais quatro corpos, dos quais três estão carbonizados. Materiais genéticos desses membros já foram recolhidos para que seja possível realização de exames de DNA.
Das 26 mortes declaradas oficialmente pelo Governo do RN até o momento, 22 já foram identificados. No entanto, desses com identificação, 11 corpos foram liberados para sepultamento sem cabeça.

Fonte: G1 RN
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário